sábado, 10 de Setembro de 2011

Cabra-montês

Digital, lente 12-24mm, filtro e tripé
Novembro de 2010. O meu grande objectivo desta saída de campo, em pleno coração do Parque Nacional da Peneda Gerês, era a realização de imagens para o projecto editorial” Natureza Íntima”. Já levava a lição um pouco estudada, relativamente à Cabra-montês e já sabia o que pretendia fazer a nível fotográfico, claro, só precisava da “ colaboração” deste belo mamífero. A zona onde se encontra esta população de Cabras surpreendeu-me pela sua grandeza e beleza. O terreno de acentuado relevo, dificultou a prospecção, além do clima extremamente frio e com alguma chuva e neblina.

 Digital, lente 500mm, cabo disparador e tripé
Na mochila, levava apenas o essencial no que diz respeito ao material fotográfico, uma câmara, lentes 500mm, 105mm, 12-24mm e uma 50mm, para além do cabo disparador, tripé e filtros. Mesmo assim ao fim de algumas horas de caminhada, o peso fazia-se sentir. Depois de algumas horas sem ver os animais, finalmente o primeiro contacto visual. Nesta altura, e quando vi o primeiro grupo de cabras, no seu ambiente natural, tentei não apenas fazer grandes planos, mas sim imagens destes belos mamíferos inseridos no seu soberbo habitat natural, já que a grandiosidade desta região era uma mais-valia no resultado final.



3 comentários:

David Guimarães disse...

Duas Grandes Imagens! A neblina na paisagem acelera-nos numa vontade de regressar a Pitões, as Cabras estão também soberbas, um enquadramento elegante e intimista! Abraço e parabéns!

Tiago Pereira disse...

Gosto bastante deste novo modelo de blog, com descrições dos contextos das fotos. Quanto às fotografias em si, e como já foi dito noutro comentário, quem conhece só fica com vontade de voltar.

nelaleonardo disse...

gosto muito das apreciações que faz das suas fotos:)
e também destes belos mamíferos...